[Retrô] [SNES] The Firemen

Por Lobim em 23 de fevereiro de 2012

Saudações caros leitores, venho aqui falar sobre um jogo das antigas que creio que seja desconhecido para muitos, até mesmo para os grandes saudosistas. Vamos ao post, caríssimos.

Introdução


Refiro-me ao jogo The Firemen, lançado para o Super Nintendo / Super Famicom em 1994. O jogo conta apenas com as versões europeia e japonesa, a versão americana foi cancelada por algum motivo, mesmo já tendo a arte da caixa, semelhante a versão europeia (apresentada abaixo). Não sei dizer se essa arte americana realmente é oficial ou não.


A primeira vista, um jogo de bombeiros pode parecer um tanto quanto estranho e não lhe chamar a atenção por isso, mas The Firemen é um jogo de ação e aventura (classificado como "Modern action-adventure", único do gênero para o sistema de acordo com o Gamefaqs) dos bons, ainda que muitíssimo desconhecido pelo mundo.
Quanto a ideia, existe um outro jogo de bombeiros para o Super Nintendo, chamado The Ignition Factor (que inclusive tenho em minha coleção pessoal), embora o jogo também seja bom, ele é mais parado, com um foco muito maior em resgatar as pessoas, além de não haver inimigos (apenas fogos e buracos).
Chamas por todos os lados, na sua direção, em robôs que se locomovem desgovernadamente, no chão, nas paredes, em tubos de gás, em tudo! O tempo é curto, há pessoas vivas no edifício que precisam ser resgatadas a tempo, há mais de uma fonte de fogo que precisam ser apagadas, paredes começam a desabar, estamos falando de uma aventura que aparentemente seria impossível de ser realizada... ou será que não?


História


O jogo não poderia deixar de haver uma história; embora a mesma seja relativamente simples, durante a jogatina é possível passar por dramas e momentos tensos da história, tornando-o muito mais do que uma simples missão de bombeiros. O que ocorre por trás dos fatos vai muito além disso, tem um vilão por trás de todo esse incêndio, quem será ele?

Quando se inicia um novo jogo (que por sinal, só é possível terminá-lo de uma única vez, como se fosse um jogo de arcade, pois o mesmo não conta com passwords ou saves), passa uma tela com dizeres que relatam a situação na qual você está envolvido, segue abaixo este texto traduzido:


"Estamos no ano de 2010, é inverno em Nova Iorque. A civilização pouco progrediu nos últimos 20 anos.

São 6 horas da tarde. A festa anual de Natal do edifício da companhia química Metrotech estava a caminho.

Uma pequena fagulha iniciou-se em uma cozinha que havia sido abandonada. As chamas, alimentadas por produtos químicos, espalharam-se rapidamente pelo edifício.

O Setor D da brigada de incêncio recebeu um alerta e enviou suas unidades para o local.

Pete e Daniel são excelentes bombeiros e por duas vezes já receberam elogios pela bravura. Pete é o capitão de uma unidade composta ao todo por 5 pessoas. Daniel, seu parceiro, é o segundo no comando. Max, Walter e Winona são os demais membros da unidade.

A unidade de Pete foi a primeira a entrar em cena, eles entraram em contato com os engenheiros da Metrotech a fim de descobrir os principais riscos na operação. Aparentemente, há uma grande concentração do produto químico chamado MDL na base do edifício. Se esse produto for exposto a uma temperatura muito alta, ele causará uma grande explosão.

A unidade se divide e tentará levar toda a concentração de MDL até o telhado, onde a explosão atingirá um tanque de água no qual espera-se que o mesmo acabe com todo o incêndio.

Pete e Daniel estão entrando no edifício pela entrada leste...
"

Reforço que essa história inicialmente, de fato, não é muito chamativa, até porque, essa missão é um tanto quanto absurda, pois o risco de dar merd* numa operação como essas é bastante elevado. Apesar de tudo isso, existe algo por trás disso... Só quem jogar irá descobrir onde tudo isto acaba.

Aspectos gerais do jogo


A começar, o jogo tem realmente um estilo bem diferente, não me lembro de nenhum jogo semelhante, por isso trata-se de um jogo que nos marca relativamente quando jogamos a primeira vez.

Os gráficos, que embora não seja muito fã de avaliar, merecem alguma palavra de minha parte: são normais, pode parecer estranho esta avaliação, mas trata-se de um gráfico padrão para os jogos de SNES, bem detalhado e com uma harmonia em cores bem característica dos jogos do sistema a partir de 1993.

A trilha sonora é um ponto forte, ela releva o clima de tensão / ação do jogo, que varia de fase em fase, a medida que se avança no jogo, não são enjoativas e combinam bem com as situações.

A jogabilidade nem se fala, uma maravilha, com movimentos nem tão rápidos e nem lerdos, havendo pouquíssimos momentos em que seu personagem é controlado pelo jogo, geralmente de uma fase para outra ou algum momento específico.

O seu objetivo no jogo é conseguir achar as fontes do fogo e apagá-las (tendo uma espécie de bonificação caso apague uma grande quantidade de fogo em todo o cenário que passou anteriormente após derrotar essas fontes). Claro que não é fácil acabar com essas fontes, elas lançam ataques em você, são os "chefes" do jogo, diga-se de passagem. Lembre-se que você tem uma barra de HP e que embora não haja tempo corrido nessas fontes, durante as fases você tem um determinado tempo para encontrar essas fontes.


Os feridos precisam ser resgatados, não são muito numerosos (sem contar que existe um sensor que indica o quanto se está próximo de algum ferido), mas não há com que se preocupar, pois quem faz esse papel de cuidar dos feridos é Daniel, seu parceiro poderoso que tem o dom de apagar fogo com seu machado! Quando se percebe isso, você tem a certeza que ele quem deveria ser o líder do grupo.

Embora não pareça, seus parceiros auxiliam dando informações e falando das condições do prédio. O maior problema, no caso, é que as conversas não podem ser aceleradas.

Raridade


Embora não pareça, The Firemen é um jogo raro, para variar, quem é colecionador sabe que muitos jogos de SNES tem um preço elevado devido a alta procura, não sei dizer se é o caso do The Firemen em escala mundial, mas a versão Europeia, apenas o cartucho, ultrapassa facilmente os U$120, sendo mais caro que jogos como Chrono Trigger, Wild Guns e E.V.O. - Search for Eden.

A vantagem é que a versão japonesa pode ser encontrada por menos de U$50, ainda que seja um preço não lá muito baixo, é uma alternativa mais barata e mais viável para quem quiser jogar no console.

Quem quiser a versão completa, principalmente europeia, prepare-se para gastar uma boa grana (algo em torno de R$500), porque estamos falando de uma raridade. Se não fosse por isso, esse jogo já estaria na minha coleção a tempos. Claro, aceito doações do cartucho, qualquer versão.

Continuação


Mesmo com o jogo sendo relativamente desconhecido, ele recebeu uma continuação para o Playstation (PSX) em 1995 apenas no Japão. Essa continuação tem o nome de "The Firemen 2: Pete & Danny" e acontece em um parque de diversões, tendo algumas partes interessantes como castelos medievais e dinossauros. Não posso falar muito dela porque particularmente nunca tive a oportunidade de jogar.

A principal diferença nessa versão, é que ela tem suporte a dois jogadores, que é a principal carência do primeiro título, abordado neste post, além de haver uma dublagem. O jogo, pelas imagens, parece muito com a versão de SNES, mas conseguiu ser mais desconhecido que o primeiro título.

Essa versão, por comentários, não parece tão boa, mas não aprofundarei neste quesito por não ter tido a oportunidade de jogar ainda.

Caso tenham uma oportunidade, joguem The Firemen, garanto que não se arrependerão, é um jogo tanto quanto desconhecido, mas vale a pena perder algumas horas conhecendo-o!

Até mais,
Lobim