[Retrô] Mario Kart: Double Dash, a corrida dos parceiros para o Game Cube

Por Unknown em 3 de maio de 2014


Com exatos 30 dias para o lançamento do jogo do ano (também conhecido como, Mario Kart 8), nada melhor do que matar a saudade desta série tão amada.
Mas Eder, por que não começa com Super Mario Kart? Bom, voltei a jogar Double Dash há pouco tempo, e quis iniciar por ele, afinal, é o único jogo da série em que dois personagens dividem o kart.

Visual novo, fórmula aprimorada

Mario Kart: Double Dash possui um visual incrível, tanto em suas pistas, quanto nos pilotos, mostrando todo o poder do nosso querido Cubo Roxo.

O jogo apareceu de forme BEM inicial em uma E3 no ano de 2001, mas foi só em 2003 que o jogo apareceu em sua forma final, já com dois pilotos por kart.
Seu visual lembra muito o de um desenho animado, mas ainda assim, diferente do estilo de Zelda:WW por exemplo. Além disso, Double Dash rodava liso e dificilmente apresentava quedas de fps.

Falando da formula, além de contar com 2 corredores, o jogo tirava uma antiga técnica já conhecida da série, que permitia segurar o item atrás do carro para evitar ataques. Como aqui um dos personagens segura os itens, esta técnica não é mais possível. Outra mudança é que existiam três classes de pilotos: Leves, Médios e Pesados. A combinação destas 3 classes resulta no tipo de carro que você vai dirigir, e interfere claramente na jogabilidade do kart, até a simples troca de pilotos já mostra uma REAL diferença na dirigibilidade do kart.

Pistas, itens e personagens

Aqui temos 4 copas, que podem ser jogadas nos já tradicionais 50CC (para iniciar a jogatina e aprender a jogar), 100CC (aqui você já sente mais a dificuldade e já vai traçando estratégias de jogo) e 150CC (o famoso "vou jogar meu controle na parede"), diferente da ultima versão de Gameboy Advanced, que tinha 5 copas.
As pistas são bastante variadas e oferecem sempre muito espaço para ultrapassagem e muita confusão, com a presença de alguns atalhos. Elas são divididas da seguinte forma:

Mushroom Cup :
Luigi Circuit
Peach Beach
Baby Park
Dry Dry Desert

Flower Cup:
Mushroom Bridge
Mario Circuit
Daisy Cruiser
Waluigi Stadium

Star Cup:
Sherbet Land
Mushroom City
Yoshi Circuit
DK Mountain

Special Cup:
Wario Colosseum
Dino Dino Jungle
Bowser's Castle
Rainbow Road

O jogo apresenta pistas divertidíssimas, talvez você já as tenha jogado em versões posteriores, como Mario Kart DS, Wii ou 7.
Pessoalmente, gosto muito da Wario Colosseum, Bowser's Castle, Mushroom City, Mushroom Bridge , Mario Circuit e talvez a que eu mais goste seja a Luigi Circuit, uma pista super rápida, com muitos caminhos alternativos.


Além dos itens normais (cascos, estrelas, cogumelos e etc...) cada dupla de corredores tem ao seu dispor um item especial. Por exemplo, Mario e Luigi, que soltam as famosas bolas de fogo, enquanto Bowser solta um casco GIGANTE e Wario e Waluigi, que soltam uma Bob-omb, item este que acabou sendo incorporado aos itens comuns da série.

O jogo conta também com dois modos clássicos: o Time Trials é a famosa busca do melhor tempo em todas as corrida, enquanto o Battle Mode, já nos traz 3 modos diferentes, são eles:
  • Ballon Battle: Aqui ganha quem ficar com mais balões ao final da partida, quem vai perdendo todos os seus balões é automaticamente eliminado da disputa.
  • Shine Thief: Claramente inspirado em Super Mario Sunshine, aqui vence quem aguentar as investidas dos oponentes com a Shine ao final de 1 min.
  • Bob-omb Blast: Uma disputa explosiva, onde quem ganhar as 3 estrelas vence. 
Lembrando que o Battle Mode apresenta 3 estágios clássicos e  2 secretos, caso já tenha terminado a versão principal (que pode ser jogada em DUPLA no modo GP). Garanto que este modo vai lhe garantir outro par horas de diversão.

Finalizando

O jogo mudou muito em relação a sua ultima versão em consoles (Mario Kart 64) e isso trouxe um frescor a série, mas acabou por desagradar alguns. A "dificuldade" do jogo, principalmente na forma como alguns itens são usados pelo computador, acabam deixando o game meio que desbalanceado, mas nem mesmo isso interfere em um jogo com pistas ainda mais malucas, rápidas e divertidas e fazem deste a versão mais amada da franquia em consoles... Bem, até a chegada de Mario Kart 8, claro. Se você ainda não jogou, corra, chame um parceiro e vá jogar este clássico.